Encontrando o selvagem Roberto Bolaño

 André Carneiro Ramos, Uerj/Faperj

 

ANDRÉ CARNEIRO RAMOS |

Uma óbvia constatação: o tempo passa mesmo muito rápido…

No último dia quinze fez dez anos que Roberto Bolaño nos deixou.

E no correr dessa data, como leitor apaixonado que sou, refleti muitíssimo em algumas das questões que aqui brevemente apresentarei, tendo como foco sua relevância para a literatura atual.

Tentemos, desse modo, por um breve momento que seja amenizar a falta que sentimos de suas coerentes e belas palavras.

(Este texto é, antes de tudo, uma declaração de amor à sua obra). 

***

Os conhecedores das peripécias de Roberto Bolaño sabem que, depois de uma larga temporada no México, ele retornaria ao Chile em 1973 para, de algum modo, engajar-se (atrevo-me a dizer, com um demasiado “idealismo”) na luta contra a ameaça ditatorial de Augusto Pinochet. Mas tal experiência não sairiamuito bem como ele imaginara. Entrariam em cena as organizações sociais e os partidos políticos, estes sim, naquele momento os grandes combatentes que acabariam perseguidos pelo militarismo imperante.

Todavia, para o azar do nosso herói, mesmo assim ele acabaria preso, sendo salvo do pelotão de fuzilamento quase que no último minuto e justo porque um dos carcereiros havia sido um colega seu de infância, facilitando-lhe a fuga…

Essa história é bem famosa, e contribuiu para solidificar ainda mais o mito Bolaño. Mas o interessanteé o modo como ele sempre se colocaria de algum modo na condição de personagem em seus escritos. Há um conto, publicado no livro Llamadas Telefónicas (1997), chamado “Detectives”, em que ele “reescreve” este acontecimento, e faz isso sinalizando uma de suas maiores particularidades como escritor: a sua constante tentativa de reavaliação do passado.

Creio que toda a obra de Bolaño, nesse sentido, representaria uma provocação ao sempre relacionar criação literária a relatos memorialísticos. Temas como mímeses e representação, ou realismo e veracidade, também estariam aí envolvidos. Porém, de todas as suas obras, talvez Los detectives salvajes seja o seu “cartão de visitas” nesse quesito, pois que funcionaria como uma espécie de palco para expor suas aspirações declaradas no manifesto infrarrealista que escrevera em 1976, dentre elas o dito “(…) poner o mundo em palabras”. E o leitor, a essa altura também um “detetive”, passaria também a ficar diante de um quadro com frenéticos e fortes matizes, sugerindo uma aridez paisagística inescapável,algo que teria mesmo de ser percorrida por Ulises Lima e Arturo Belano.

Há uma bonita frase do autor, que encontrei no seu Entre parêntesis, livro publicado postumamente em 2004 e que reúne alguns de seus principais textos jornalísticos: “(…) todo lo que he escrito es una carta de amor o de despedida a mi propia generación”. Ela sinaliza a sua consciência em relação à perseguição vivida pelos poetas infrarrealistas, um fosso que se abria cada vez mais entre a militância poética e a dura realidade que os cercava.

Nesse caso, uma ideia de despedida, corriqueira quando se fala de viajantes, poderia estar associada a um fracasso existencial também. Primeiro que é um fato terem publicado pouquíssimos poemas naquele período, inclusive por sabotagens maquinadas pelo grupo de Octavio Paz; segundo porque se percebe um desequilíbrio dentro do próprio movimento, pois os poetas realvisceralistas estariam maravilhados demais – como fica evidente na primeira parte do romance Los detectives salvajes, não por acaso intitulada “Mexicanos perdidos en México (1975)” – com o caso de agora pertencerem a uma efervescente vida literária, boêmia e desregrada, etc.

Isso fica bem claro ao escutarmos primeira vez a voz de García Madero (jovem aspirante a poeta e estreante no movimento realvisceralista), e isso nos dá conta de que tal personagem funcionarácomo uma espécie de elemento catalisador de todo esse declínio, ele próprio uma alegoria da realidade cultural mexicana retratada no romance.

O leitor, assim, é apresentado a uma situação de enfraquecimento. Quando Ulises Lima e Arturo Belano desaparecem isso se torna um problema ainda mais sério, como se eles representassem a “força” que levava os realvisceralistas adiante. Suas idas e vindas ao longo da história, seus “desaparecimentos”, concebem uma oscilação na dinâmica do grupo que passa a ter uma produção poética quase nula e esteticamente discutível.

O importante é que tudo isso servia para um apropriado diálogo; porém, sem a presença dos mentores Lima/Belano, acabou mal aproveitado pelo grupo; aliás, esses dois passariam a ter uma aura de mistério tão grande que o próprio leitor admite considerá-los como entidades à margem de tudo e de todos. Da sociedade, inclusive.

Nesse ponto, García Madero segue dominando a cena com sua ânsia poética enfraquecida em virtude de seus encontros e desencontros com outros personagens, mulheres em sua grande maioria, pois ocorre de sua parte uma busca incessante por sexo. Acredito que tal fato reforce o vazio existencial do personagem, que não consegue se definir em seus relacionamentos assim como no projeto realvisceralista e na poesia que tanto almeja publicar, mas não consegue.

Como se vê,essa “fantasmagoria” de Roberto Bolaño é mesmo forte no texto, mesmo quando Arturo Belano desaparece. O próprio García Madero contém em si rastros de seu criador, pois que suas dúvidas e questionamentos funcionarem como projeções das do autor. Arturo Belano quase que não diz nada na primeira parte do livro, agindo muito mais através de uma forte e enigmática “presença”.

Assim, aparte as fronteiras entre ficção e filosofia, considero-me consciente de que o problema da memória, no campo da literatura, é algo amplamente obscuro; e por isso mesmo, trata-se de um problema literário. E contrariando certos ditames filosóficos, ao olhar para o seu passado o escritor pode vir a pressionar os limites de um real que, nesse caso, reorganizar-se-ia dissimulado até, como uma história mesmo inventada.

Se a literatura está entre nós, reequilibrando nossos perdões e promessas, e as experiências do escritor em tudo isso sobrevive sob a regência de lembranças que teimam em não desaparecer, a escrita literária por vezes pode surgir de tais recordações; nesse caso, além de outras indagações, a memória do escritor passaria de um irrequieto estado de contemplação para o imperativo ato de contar.E é no resultado magistral dessa equação que iremos encontrar sempre este selvagem chamado Roberto Bolaño.

Em muitos de seus livros se percebe uma tentativa de resgate do movimento infrarrealista/realvisceralista ocorrido no México na década de setenta, como também num modo de se manterem vivas as ideias ali discutidas e poeticamente plasmadas.

Ao fazer isso, Bolaño recapitulou cenas não somente mexicanas, mas latino-americanas, não oferecendo ao leitor um sentido ideológico apenas, até porque o seu propósito se distanciava de um efeito “moralizante”. Seus textos são como momentos de epifania dos costumes e vícios de todo um continente, que o levaram a compreender melhor seus compatriotas e talvez se conscientizar de sua relevância como um escritor ao mesmo tempo latino-americano e universal.

Arrisquemos agora, nos anos que se seguirão, manter viva a memória deste selvagem verdadeiro,que está sendo mencionadoaqui não somente por sua louvável dedicação à literatura.

Meu nome é André Carneiro Ramos, faço doutorado em Literatura Comparada e vivencio a experiência de uma bolsa de estudos em Salamanca, que durará seis meses.

 | RMM  | ACR  |

1.651 Comments

  1. What’s Going down i’m new to this, I stumbled upon this I’ve found It positively helpful and it has
    helped me out loads. I am hoping to give a contribution & assist different users like its helped me.
    Great job.

  2. Thanks for your interest in Investment Advice.

  3. itsici,If you are going for best contents like I do, just go to see this web page daily because it offers quality contents, thanks!

  4. A financial advisor is your planning partner.

  5. Every weekend i used to pay a quick visit this web page, as
    i want enjoyment, as this this website conations really nice funny information too.

  6. Thanks for finally writing about >MilMesetas
    – Encontrando o selvagem Roberto Bolaño <Liked it!

  7. I always emailed this webpage post page to all my friends, as if like to read it next my links will too.

  8. It is not my first time to pay a quick visit this site,

  9. Have you ever thought about adding a little bit more than just your articles?
    I mean, what you say is fundamental and all. Nevertheless imagine
    if you added some great pictures or videos to give your
    posts more, “pop”! Your content is excellent but with pics and
    videos, this website could definitely be one of the
    greatest in its niche. Great blog!

  10. provide whether post dated check or authorize the borrowed funds company to electronically debit the total amount from your bank checking account.

  11. I visited various sites but the audio quality for audio songs existing at this web site
    is actually marvelous.

  12. I know this web page provides quality dependent articles and
    other data, is there any other website which presents these kinds of data
    in quality?

  13. Hello friends, its enormous post on the topic of teachingand fully explained, keep
    it up all the time.

  14. This design is wicked! You most certainly know how to keep a
    reader entertained. Between your wit and your videos, I was
    almost moved to start my own blog (well, almost…HaHa!) Wonderful job.
    I really loved what you had to say, and more than that, how you presented it.
    Too cool!

  15. nvpkwdn,This website truly has alll of the information and facts I wanted about this subject and didn?t know who to ask.

  16. ybydodtitu,Thanks for sharing such an amazing blog. I am so happy found this informative blog.

  17. I’m not that much of a internet reader to be honest but your sites really nice, keep it up!

    I’ll go ahead and bookmark your website to come back later.

    All the best

  18. Your style is so unique compared to other folks I’ve read stuff from.
    Many thanks for posting when you have the opportunity, Guess I’ll
    just bookmark this page.

  19. And this is an investment risk price taking.

  20. I truly appreciate this post. I have been looking all over for this! Thank goodness I found it on Bing. You have made my day! Thx again

  21. 9752 is otras alternativas

    wo is bestellen erfahrung

  22. Thanks for the post.Really looking forward to read more. Will read on

  23. being is in mexico

    63a3 at is kenya

  24. Thank you for the good writeup. It in fact was a amusement account it.
    Look advanced to more added agreeable from you! However, how could
    we communicate?

  25. Really appreciate you sharing this article.Really thank you! Cool.

  26. Monetary advisors enterprise is folks business.

  27. There is noticeably a bundle to identify about this. I consider you made certain good points in features also.

  28. You can certainly see your expertise in the paintings you write. The sector hopes for more passionate writers like you who are not afraid to mention how they believe. At all times follow your heart.

  29. There is noticeably a bundle to know about this. I assume you made certain good factors in options also.

  30. Pretty nice post. I just stumbled upon your weblog and wanted to
    say that I have truly enjoyed surfing around your blog posts.

    In any case I will be subscribing to your feed and I hope you write again very soon!

  31. It’s remarkable to go to see this website and reading
    the views of all colleagues on the topic of this post,
    while I am also zealous of getting knowledge.

  32. Thank you for the auspicious writeup. It in fact was a amusement account it.
    Look advanced to far added agreeable from you! By the way, how can we communicate?

  33. I really liked your blog.Much thanks again. Fantastic.

  34. I was suggested this web site by my cousin. I am not sure
    whether this post is written by him as nobody else know
    such detailed about my problem. You are wonderful! Thanks!

  35. la venta is en uk

    81d9 at super is pills

  36. I think this is a real great article.Really looking forward to read more. Much obliged.

  37. I will start writing my own blog, definitely!

  38. It is the best time to make a few plans for the future
    and it is time to be happy. I have learn this put up and if I could I wish to suggest you few fascinating things
    or suggestions. Perhaps you can write subsequent articles
    relating to this article. I want to read even more things about it!

  39. Thank you for your blog article.Thanks Again. Much obliged.

  40. I really liked your article. Really Cool.

  41. Traders do pay direct and indirect prices.

  42. you could have a fantastic weblog right here! would you prefer to make some invite posts on my weblog?

  43. I just couldn’t go away your website before suggesting that I really loved the standard info a person provide for your guests?
    Is going to be again ceaselessly to check up on new posts

  44. A monetary advisor is your planning accomplice.

  45. Usually I do not read article on blogs, however I wish to
    say that this write-up very pressured me to check out and do it!
    Your writing style has been amazed me. Thank you, very nice post.

  46. I really like your blog.. very nice colors & theme.

    Did you design this website yourself or did you hire
    someone to do it for you? Plz answer back as I’m looking to construct my own blog and would
    like to find out where u got this from. kudos

  47. That is true for funding advice as effectively.

  48. erbrurdfso,Hi there, just wanted to say, I liked this article. It was helpful. Keep on posting!

  49. Thanks-a-mundo for the article.Really looking forward to read more. Will read on…

  50. Well I really enjoyed reading it. This tip offered by you is very helpful for accurate planning.

  51. Thanks again for the post.Thanks Again. Much obliged.

Leave a Reply

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

*